“E impelido pela minha ávida vontade, imaginando poder contemplar a grande abundância de formas várias e estranhas criadas pela artificiosa natureza, enredado pelos sombrios rochedos cheguei à entrada de uma grande caverna, diante da qual permaneci tão estupefato quanto ignorante dessas coisas. Com as costas curvadas em arco, a mão cansada e firme sobre o joelho, procurei, com a mão direita, fazer sombra aos olhos comprimidos, curvando-me cá e lá, para ver se conseguia discernir alguma coisa lá dentro, o que me era impedido pela grande escuridão ali reinante. Assim permanecendo, subitamente brotaram em mim duas coisas: medo e desejo; medo da ameaçadora e escura caverna, desejo de poder contemplar lá dentro algo que fosse miraculoso"

Leonardo Da Vinci

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Expedição para a Serra do Ramalho 2011

Noticia veiculada no Conexão Subterrânea N91 e reproduzida aqui com algumas fotos adicionais.


Entre os dias 03 e 11 de setembro aconteceu, na cidade de Descoberto, Bahia, mais uma expedição espeleoló- gica na Serra do Ramalho. A expedição foi organizada pelo Grupo Bambuí de Pesquisas Espeleológicas e, além de espeleólogos brasileiros, contou também com a participação de espeleólogos franceses do Groupe Spéleo Bagnols Marcoule (GSBM).
Há mais de 20 anos a Serra do Ramalho vem sendo pal- co de expedições do Bambuí e, ao longo desses anos, rendeu descobertas de cavernas significativas no ce- nário espeleológico nacional. A Caverna do Boqueirão, com seus mais de 13 quilômetros de galerias, os salões ornamentados da Gruna do Anjo ou as galerias gigantes do Enfurnado são apenas alguns destaques dessa região de difícil acesso e grandes belezas.
Neste ano a expedição concentrou seus esforços em cavidades encontradas em uma viagem de prospecção prévia realizada no início do ano. As recentes descober- tas dependeram mais da desenvoltura vertical das equi- pes do que do mapeamento de vastas galerias horizon- tais. Foram exploradas e mapeadas as impressionantes Gruna e Abismo da Figueira, a segunda com um lance vertical de 80 metros livres em corda.
Outra realização relevante da expedição foi a explora- ção da Caverna do Chico Pernambuco, uma belíssima cavidade com profundos abismos e volumes internos. As equipes brasileiras e francesas mapearam cerca de 150 metros verticais intercalados por galerias e salões em diferentes níveis até atingirem um rio subterrâneo, galeria com mais de 60 metros de altura e pertencente ao mesmo sistema hídrico da Figueira, porém sem co- nexão direta encontrada.
Quem se interessar pelos relatos e mapas das atividades do Bambuí na Serra do Ramalho pode entrar em con- tato com o grupo e adquirir as edições especiais sobre os trabalhos na região da revista O Carste (volumes 13 e 14).
Para 2012 está previsto mais um volume especial bilín- gue de O Carste sobre a Serra do Ramalho. Para maiores informações contatar: azuias@yahoo.com.br.


Fotos de Alexandre Camargo (Iscoti)