“E impelido pela minha ávida vontade, imaginando poder contemplar a grande abundância de formas várias e estranhas criadas pela artificiosa natureza, enredado pelos sombrios rochedos cheguei à entrada de uma grande caverna, diante da qual permaneci tão estupefato quanto ignorante dessas coisas. Com as costas curvadas em arco, a mão cansada e firme sobre o joelho, procurei, com a mão direita, fazer sombra aos olhos comprimidos, curvando-me cá e lá, para ver se conseguia discernir alguma coisa lá dentro, o que me era impedido pela grande escuridão ali reinante. Assim permanecendo, subitamente brotaram em mim duas coisas: medo e desejo; medo da ameaçadora e escura caverna, desejo de poder contemplar lá dentro algo que fosse miraculoso"

Leonardo Da Vinci

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Fotos de um Brasil desconhecido


Saiu na edição 26 de jun/jul 2009 da revista Photo Magazine uma matéria do nosso amigo de cavernadas Alexandre "Iscoti" Camargo sobre fotografia em cavernas.

Relata as dificuldades e recompensas da pouco conhecida fotografia das incríveis maravilhas do subterrâneo.

Parabéns Iscotão.

Matéria na Revista go Outside


Saiu em julho deste ano uma matéria muito interessante na revista go Outside, sobre os riscos em algumas atividades e como é a convivência com o perigo.

Fui convidado para falar sobre espeleologia, quais os riscos e prazeres nas explorações e estudos das cavernas. Relatei um incidente há alguns anos em que ficamos presos numa caverna durante uma enchente após a inundação da galeria do rio, nosso caminho para a saída.

Agradeço a todo pessoal da redação e em especial ao repórter Mario Mele, ao fotógrafo e escalador Marcio Bruno pela minha foto e ao Iscoti pelas fotos das cavernas.