“E impelido pela minha ávida vontade, imaginando poder contemplar a grande abundância de formas várias e estranhas criadas pela artificiosa natureza, enredado pelos sombrios rochedos cheguei à entrada de uma grande caverna, diante da qual permaneci tão estupefato quanto ignorante dessas coisas. Com as costas curvadas em arco, a mão cansada e firme sobre o joelho, procurei, com a mão direita, fazer sombra aos olhos comprimidos, curvando-me cá e lá, para ver se conseguia discernir alguma coisa lá dentro, o que me era impedido pela grande escuridão ali reinante. Assim permanecendo, subitamente brotaram em mim duas coisas: medo e desejo; medo da ameaçadora e escura caverna, desejo de poder contemplar lá dentro algo que fosse miraculoso"

Leonardo Da Vinci

terça-feira, 18 de maio de 2010

Caverna Paraíso, Amazônia

No final de 2007 estivemos na Caverna Paraíso, no Pará, em plena floresta Amazônica. Foram 4 dias acampados na companhia de simpáticos moradores locais.

O objetivo da expedição foi concluir uma topografia iniciada em 2005 onde vários condutos foram deixados em aberto. Nesta ocasião topografamos toda a caverna excluindo possibilidades claras de continuação. Após 4 dias de intensos trabalhos, a equipe chegou à marca dos 1600m, fazendo da caverna Paraíso a maior gruta da Amazônia (2,5km). A Caverna Paraíso apresenta uma interessante geologia e abundante biologia.
Os dados da gruta, assim como seu mapa completo encontram-se nos cadastros e mapoteca da Redespeleo Brasil.

Maiores informações publicadas no Informativo Conexão Subterrânea n. 58 de 19 de Deaembro de 2007.

Fotos: Daniel Menin
Equipe de Topografia (2007): Augusto Auler, Daniel Menin e Leda Zogbi.












Um comentário:

Anônimo disse...

essa caverna e muito linda
quero conhece-la um dia