“E impelido pela minha ávida vontade, imaginando poder contemplar a grande abundância de formas várias e estranhas criadas pela artificiosa natureza, enredado pelos sombrios rochedos cheguei à entrada de uma grande caverna, diante da qual permaneci tão estupefato quanto ignorante dessas coisas. Com as costas curvadas em arco, a mão cansada e firme sobre o joelho, procurei, com a mão direita, fazer sombra aos olhos comprimidos, curvando-me cá e lá, para ver se conseguia discernir alguma coisa lá dentro, o que me era impedido pela grande escuridão ali reinante. Assim permanecendo, subitamente brotaram em mim duas coisas: medo e desejo; medo da ameaçadora e escura caverna, desejo de poder contemplar lá dentro algo que fosse miraculoso"

Leonardo Da Vinci

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Testes fotográficos

A onda do momento em filmagem de atividades outdoor e esportes em geral é a câmera GoPro. Pequena, com caixa estanque bem resistente e capacidade de produzir imagens em alta definição. Atenção, eu disse atividades OutDoor.
No início de Setembro estivemos na Serra do Ramalho, Bahia em mais uma expedição espeleológica. Ainda sem máquina fotográfica, deixei o registro de imagens da expedição com os fotógrafos presentes e resolvi levar somente a GoPro para testá-la em cavernas. O resultado não foi desastroso porque (1) eu não esperava uma performance de fotos e filmagens como as que conseguimos com nossas tradicionais máquinas mais robustas e (2) porque eu testei antes a GoPro com pouca luz e já sabia de sua dificuldade de captar imagens no escuro.
Acontece que a GoPro não compensa a pouca luminosidade ou diferenças de luz e, em ambientes escuros, deixa muito a desejar. OK! Sem problemas! O proposito da camera não é mesmo filmar ou fotografar nestes ambientes, mas sim a céu aberto.
Por outro lado, a máquina tem uma função interessante e que se bem utilizada pode gerar resultados bacanas. Trata-se de uma função tipo "time-lapse", onde pode-se deixar a câmera programada para bater fotos automaticamente a cada X segundos. Desta forma, podemos “passear” por um conduto ou salão com a camera fixada em um ponto de captura e depois, digitalmente, unir as fotos capturadas aleatoriamente em uma só imagem com iluminação espalhada pelo ambiente. Entendeu? O resultado são estas imagens de caverna aqui embaixo.
Claro que a sala fotografada ajudou muito. Simplesmente um dos lugares mais impressionantes que já estive debaixo da terra. Uma escadaria de grandes travertinos brancos cheios de água límpida azulada. Uma emoção encontrar esta sala, há cerca de 80m de profundidade em um belo abismo da região. Infelizmente estas foram as únicas fotos tiradas por mim deste lugar. Com certeza, em breve teremos belíssimas publicações desta expedição com fotos nossos amigos especialistas em fotografia subterrânea. Por hora, deixo estas e algumas outras fotos que tirei com esta câmera filmadora Go Pro.
Abs!

Fotografias tiradas coma GoPro em função de "time-lapse":





Outras fotos batidas com a GoPro a céu aberto:

 





4 comentários:

Informe Serra disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Informe Serra disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Informe Serra disse...

O trabalho de vocês formidável. Obrigado.
sou morador de serra do ramalho, Ba, me aventuro numas cavernas loucas que tem aqui no município. aqui tem terras raras conhecida como primeiras formações geológicas do planeta. aqui tem alguns minérios, mas dente ele tem um chamado de Neodímio, um metal muito raro que está causando revolução no mercado devido sua grande utilidade. foi descoberto uma grande quantidade que chamou a atenção até do irã.
é um lugar onde existe muitas espécies animais de diversos tipos e de uma flora muito complexa elinda. tem cavernas e grutas magnificas também pinturas rupéstes e sítio arqueológico. o grupo Bambuí dentre outros já visitaram e mapearam uma parte do local. mas é muito maior a parte inexplorada.
estamos começando um trabalho de exposição de imagens através da internet sobre esse local para despertar pessoas aventureiros como nós que queiram conhecer estes locais, virem para cá, e aí lutarmos para a criação de um parque nacional ou outra iniciativa adequada. precisamos dessa força. desde já agradecemos.

Daniel De Stefano Menin disse...

Informação relevante para ficarmos atentos. Vamos ficar de olho!