“E impelido pela minha ávida vontade, imaginando poder contemplar a grande abundância de formas várias e estranhas criadas pela artificiosa natureza, enredado pelos sombrios rochedos cheguei à entrada de uma grande caverna, diante da qual permaneci tão estupefato quanto ignorante dessas coisas. Com as costas curvadas em arco, a mão cansada e firme sobre o joelho, procurei, com a mão direita, fazer sombra aos olhos comprimidos, curvando-me cá e lá, para ver se conseguia discernir alguma coisa lá dentro, o que me era impedido pela grande escuridão ali reinante. Assim permanecendo, subitamente brotaram em mim duas coisas: medo e desejo; medo da ameaçadora e escura caverna, desejo de poder contemplar lá dentro algo que fosse miraculoso"

Leonardo Da Vinci

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Caverna Aorê-Jari

Imponente, com amplos condutos e salões, a caverna Aroê-Jari é a principal atração subterrânea do parque nacional da Chapada dos Guimarães, no estado do Mato Grosso.

O nome Aroê-Jari tem origem indígena e significa "morada das almas". A caverna fica muito próxima de outra cavidade, chamada Kiogo-Brado ("morada dos pássaros"). Ambas grutas abertas à visitação, desde que se contrate um guia loca, apesar das trilhas bem demarcadas do parque. A região abriga muitas outras cavernas, ainda pouco exploradas ou mapeadas, também em arenito.


As cavernas Aroê-Jari, bem como Kiogo-Brado foram mapeadas em uma expedição organizada pela SBE.

Em Outubro de 2013 estivemos na caverna para visita e levantamento fotográfico. Abaixo algumas imagens da viagem.

(Texto e fotos: Daniel Menin, 2013)









Nenhum comentário: