“E impelido pela minha ávida vontade, imaginando poder contemplar a grande abundância de formas várias e estranhas criadas pela artificiosa natureza, enredado pelos sombrios rochedos cheguei à entrada de uma grande caverna, diante da qual permaneci tão estupefato quanto ignorante dessas coisas. Com as costas curvadas em arco, a mão cansada e firme sobre o joelho, procurei, com a mão direita, fazer sombra aos olhos comprimidos, curvando-me cá e lá, para ver se conseguia discernir alguma coisa lá dentro, o que me era impedido pela grande escuridão ali reinante. Assim permanecendo, subitamente brotaram em mim duas coisas: medo e desejo; medo da ameaçadora e escura caverna, desejo de poder contemplar lá dentro algo que fosse miraculoso"

Leonardo Da Vinci

terça-feira, 25 de março de 2008

Gruta Agenor - Resumo atividades 2006/2007

Resumo das atividades:

- 10/2006: Descoberta a entrada da caverna e topografados 150m pelo caminho principal até atingirmos o Salão Pegáguas.

- 11/2006: Topografia do o Salão Pagáguas e escalada do fim deste salão. Topografia do conduto das aranhas até o lago dos bichos. Encontrada uma serpente Jararacuçu em um trecho de teto-baixo no início do conduto dos bichos. Topografia do Setor do Barbeiro-Múmia e desobstrução da linha 6 (4m cavados) possibilitando a descoberta do salão Banco-Central.

- 11/2006: O conduto principal foi retopografado. Iniciado a topografia de algumas galerias labirínticas próximas a entrada da caverna. Nesta viagem um espeleólogo deslocou seu ombro dentro da caverna (felizmente próximo à saída).

- 02/2007: Realizada a escalada do Banco-Central acessando as galerias superiores e topografado até a Sala de Jantar. Deixadas muitas galerias em aberto sem topografia nem exploração. Uma forte chuva ocasionou o sifonamento da passagem desobstruída (linha 6) impedindo nossa passagem. Foram topografados outros condutos em aberto próximos à entrada.

- 03/2007: Com equipes de fundo foi topografado o Salão Corneto e as principais galerias do setor. Topografamos o superespreme. Deixamos pendentes várias passagens labirínticas.

- 04/2007: Em 2 equipes terminamos a topografia das áreas labirínticas e do Setor Corneto acessando ainda outros níveis diferentes e labirínticos. Existem erros de fechamento nas bases JH devido à interferência de lanterna.

- 05/2007: Em trabalho de fechamento das pendências decobrimos a passagem para toda uma nova rede incluindo a Rede de Verne. Estávamos decobrindo a maior área em volume da caverna. Topografamos em apenas 1 dia e em 2 equipes cerca de 1km de novas galerias.

- 05/2007: Voltamos a rede de Verne e topografamos a área inferior ao grande desmoronamento. Deixamos em aberto o ralo. Também equipamos e descemos o poção topografando sua continuação.

- 07/2007: Voltamos para descer o Ralo abaixo do grande desmoronamento na Rede Verna e fazer algumas fotos. Nenhuma das pendências verificadas na atividade continuaram e acabamos não topografando nada.

- 09/2007: Topografamos novos condutos próximo ao Baixão e descobrimos o setor Tobogã do Demo por onde acessamos mais um lago subterrâneo.

- 09/2007: Fechamos outras pendências em aberto e descemos os poços do Baixão, que estava
completamente obstruídos.

Topografia: Daniel Menin (15), Renata Andrade (15), Renato Dias (5), Leda Zogbi (4), Adilson Macari (3), Carlos Eduardo Martins (3), Cesar Simões (3), Elisabeth Kinguti (3), Flavio Candeias (3), Gelson Igual (3), Marcos Silvério (3), Maria Cristina Albuquerque (3), Allan Callux (2), Carlos Maldaner (2), Claudio Genthner (2), Daisy Oliveira (2), Dennys Corbo (2), Erica Luna (2), Ericson Igual (2), Fernanda Almeida (2), Francisco Sarpa Lima (2), Jânio (2), Renata Shimura (2), Ademir (1), Bia Boucinhas (1), Camila Ribas (1), Carlos Grohmann (1), Ingo Wahnfried (1), Sylvio Jr. (1), Toni Cavalheiro (1).
Participações: João Mallet (2), Luis Rocha (GEEP-Açungui) (1), “Rato” (EGRIC) (1).

Nenhum comentário: