“E impelido pela minha ávida vontade, imaginando poder contemplar a grande abundância de formas várias e estranhas criadas pela artificiosa natureza, enredado pelos sombrios rochedos cheguei à entrada de uma grande caverna, diante da qual permaneci tão estupefato quanto ignorante dessas coisas. Com as costas curvadas em arco, a mão cansada e firme sobre o joelho, procurei, com a mão direita, fazer sombra aos olhos comprimidos, curvando-me cá e lá, para ver se conseguia discernir alguma coisa lá dentro, o que me era impedido pela grande escuridão ali reinante. Assim permanecendo, subitamente brotaram em mim duas coisas: medo e desejo; medo da ameaçadora e escura caverna, desejo de poder contemplar lá dentro algo que fosse miraculoso"

Leonardo Da Vinci

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Bulhas D'água, Maio 2011

Semana passada estivemos mais uma vez em Bulhas D'Água, no PETAR, SP.
A atividade não foi muito diferente de todas as outras últimas, com exceção do frio, que veio forte e fez o vento das grutas parecer uma brisa de forno quente!
Durante a viagem desenvolvemos uma nova modalidade de carregar mochilas no Jipe, sofremos um pouquinho nas trilhas (só um pouquinho), descemos novos abismos e (frase frequente em Bulhas), descobrimos novas cavernas...

fotos: Daniel Menin e Marcos Silverio
Observação para o dano na corda causado pela queda de uma rocha. 
Esse é um cuidado que sempre se deve tomar em abismos.
Ainda bem que era uma corda velha, já estava na hora de se aposentar!


Nenhum comentário: