“E impelido pela minha ávida vontade, imaginando poder contemplar a grande abundância de formas várias e estranhas criadas pela artificiosa natureza, enredado pelos sombrios rochedos cheguei à entrada de uma grande caverna, diante da qual permaneci tão estupefato quanto ignorante dessas coisas. Com as costas curvadas em arco, a mão cansada e firme sobre o joelho, procurei, com a mão direita, fazer sombra aos olhos comprimidos, curvando-me cá e lá, para ver se conseguia discernir alguma coisa lá dentro, o que me era impedido pela grande escuridão ali reinante. Assim permanecendo, subitamente brotaram em mim duas coisas: medo e desejo; medo da ameaçadora e escura caverna, desejo de poder contemplar lá dentro algo que fosse miraculoso"

Leonardo Da Vinci

domingo, 13 de janeiro de 2013

Gruta de Brejões ganha nova topografia

(textos e fotos, Daniel Menin)

Uma expedição organizada por membros do Grupo Bambuí de Pesquisas Espeleológicas e Instituto do Carste acaba de remapear em detalhes a caverna de Brejões, no Município de Morro do Chapéu, BA.

A expedição ocorreu no final do ano de 2012 e início de 2013, onde uma equipe de 16 espeleólogos permanecendo por 7 dias dentro da caverna concluiu o trabalho de topografia de mais de 23km de galerias subterrâneas (linha de trena).

A Gruta de Brejões, devido não somente a seu valor histórico, mas principalmente por seu gigante volume interno e ocorrência de formações rochosas raras é uma importante caverna no cenário espeleológico brasileiro. A primeira topografia, realizada há mais de duas décadas, não continha informações importantes de algumas áreas da caverna, por melhor que tenha sido o trabalho diante das dificuldades e limitações da época.

Além do remapeamento detalhado das áreas já conhecidas da caverna, a expedição resultou na descoberta de novas galerias e de mais uma caverna pertencente ao sistema: a Gruta de Brejões III.

Alguns números da topografia:
Brejões 1: 17.521 m
Brejões 2: 4.957 m
Brejões 3: 723 m
Externa: 666 m

Total: 23.867 m, através de 1.087 visadas.

O mapa do sistema será publicado na reedição do livro As Grandes Cavernas do Brasil e estará também disponível para pesquisas científicas nos órgãos competentes.











3 comentários:

Renata Andrade disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renata Andrade disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renata Andrade disse...

LINDAS FOTOS!!!!